O caso moral contra o ensino público

Bill Wirtz

Estudante de Direito e 2º classificado do YLA 2016
"Ao atribuir ao Estado o direito de controlar a educação estamos a criar uma séria ameaça"

Publicado a 10 Julho 2016 em Filosofia Política

Resumo

Ao atribuir ao Estado o direito de controlar a educação estamos a criar uma séria ameaça a nós próprios e à próxima geração. Historicamente, autoritários têm usado o seu poder para criar seguidores obedientes, mas as críticas actuais ao papel fundamental do Estado não são subscritas pelo sistema de educação público. Hoje, o ensino controlado pelo Estado é refém de sindicatos de professores que o tornam insutentavelemnte caro e impossível de reformar, e oferecem um ensino enviesado. Mas pode o ensino numa sociedade livre não sobreestimar a responsabilidade dos pais e tornar as crianças vulneráveis perante os seus tutores? O que torna o ensino público moralmente indefensável?

A versão integral deste estudo está disponível apenas em inglês

Participe na discussão

O Contraditório confere a todos os utilizadores o direito de acederem, rectificarem e eliminarem os respectivos dados pessoais. Os dados recolhidos destinam-se apenas à identificação do autor da mensagem.


Código de validação