Private Equity em Portugal

thumb-membro

Hugo M. Domingos

Economista
"Os fundos de private equity com acesso a investidores internacionais podem funcionar como uma porta de entrada para o capital estrangeiro"

Publicado a 3 Maio 2010 em Economia e Finanças

Resumo

Neste artigo resumimos o desenvolvimento recente do sector do private equity em Portugal e apresentamos um quadro dos principais tipos de fundos. Com base numa amostra de operações envolvendo fundos de private equityentre 1 de Janeiro de 2005 e 1 de Abril de 2010, apresentamos e discutimos as estratégias de aquisição mais utilizadas, segundo o estado de desenvolvimento da empresa-alvo e seu respectivo sector. Um grande número de operações consiste na aquisição de participações minoritárias e envolve fundos do Estado. Quando consideramos o valor das aquisições, as operações de maior importância são os Buyouts.

Analisamos também as principais estratégias de saída utilizadas por fundos de private equity durante o período. Descobrimos que os fundos de Buyout utilizam as vendas a fundos internacionais de private equity como um dos modos privilegiados de saída.

Consideramos os efeitos económicos do investimento de fundos de private equity e abordamos alguns "mitos" sobre a actividade dos gestores de fundos. Defendemos que os fundos de private equity têm fortes incentivos para investir em períodos de recessão e poderiam preencher uma lacuna fundamental no financiamento de empresas com pouco ou nenhum acesso aos mercados públicos em Portugal ou no estrangeiro.

Finalmente, tentamos antecipar cenários para o desenvolvimento do sector. Existe uma certa inevitabilidade no desenvolvimento do private equity em Portugal. O país está altamente endividado a todos os níveis: indivíduos, empresas e Estado. Talvez a única maneira de restabelecer o equilíbrio seja vender activos a investidores internacionais. Os fundos de private equity com acesso a investidores internacionais podem efectivamente funcionar como uma porta de entrada para o capital estrangeiro.

 

 

A versão integral deste estudo está disponível apenas em inglês.

Participe na discussão

O Contraditório confere a todos os utilizadores o direito de acederem, rectificarem e eliminarem os respectivos dados pessoais. Os dados recolhidos destinam-se apenas à identificação do autor da mensagem.


Código de validação