Porquê um think tank?

thumb-membro

Matilde Pais

Investigadora
"A história e a mentalidade de um país ou sociedade não podem servir de justificação para manter o status quo"

Publicado a 6 Fevereiro 2010 em Sociedade

Um think tank é uma organização de carácter permanente que desenvolve reflexão, análise e soluções de políticas públicas. A comunicação dos seus resultados tem como principais alvos os decisores políticos e a opinião pública, sempre com a preocupação de desenvolver uma sociedade civil mais informada e participativa.

Um think tank não deve pretender estar ao serviço de nenhum grupo de interesse específico, pelo contrário, deve preservar a sua independência e agir em benefício do interesse público. Os seus resultados são demonstrados pela qualidade das suas ideias e propostas e pelo impacte que estas têm na melhoria das políticas públicas e na vida das pessoas por elas influenciadas.

Há mais de 5500 think tanks internacionais em cerca de 170 países, mas há uma diferença clara entre, por exemplo, os think tanks europeus e os americanos.

Na Europa, especialmente em Bruxelas, os think tanks dependem financeiramente de instituições europeias, de governos nacionais ou de apoios de grupos sectoriais de peso. Esta limitação torna os think tanks europeus pouco independentes e as suas conferências em meros encontros onde se procura manter viva a “máquina do compromisso”, segundo Margot Wallström, na altura comissária europeia.

Nos Estados Unidos, especialmente em Washington D.C., os melhores think tanks recusam financiamento público e esforçam-se por agendar a discussão pública com ideias provocatórias que chegam facilmente à administração e ao congresso.

A história e a mentalidade de um país ou sociedade não podem servir de justificação para manter o status quo. É fundamental promover a análise e o debate independentes que aproximem o poder e o conhecimento, através de uma comunicação simples e de forte impacte na vida pública.

 

"We need a complete renewal of the policy elites. In the U.S.A., decision-makers circulate much faster, unlike in France, where you've had the same politicians for forty years. We need to move faster"

Europe and its think tanks: a promise to be fulfilledthink tank Notre Europe

 

"Bruegel seeks to invigorate the [policy] debate. We know that some of our papers have helped to develop debates on social models, the Lisbon Strategy, national champions, immigration, the euro zone and Europe as a global actor. The success is in stimulating the debate, not to see proposal being taken up. We do not do lobbying"

Jean Pisani-Ferry, director of Bruegel think-tank

 

"The partisan approach in Washington has reached an hysterical level, to the extent that think-tanks have been enrolled to provide ammunition in the battle between right and wrong"

Dr. James McGann, senior fellow at Foreign Policy Research Institute

Participe na discussão

O Contraditório confere a todos os utilizadores o direito de acederem, rectificarem e eliminarem os respectivos dados pessoais. Os dados recolhidos destinam-se apenas à identificação do autor da mensagem.


Código de validação

Comentários (2)

  • Joao Manuel Gouveia Cid Torres 20 Fevereiro 2010, 12:33 GMT
    Os meus parabéns pela criação deste espaço.
    É importante a sua existência dando oportunidade à sociedade civil de reflectir sobre os problemas que afectam o país e o mundo de forma livre e isenta.
  • André Costa Monteiro 12 Fevereiro 2010, 17:50 GMT
    Tenho o prazer de conhecer a Matilde Pais e foi ela que me incentivou a participar neste Fórum. Deixo aqui umas simples palavras de apoio: Desejo-vos muit boa sorte com a vossa iniciativa, sobretudo nesta hora inicial em que é preciso começar a produzir, divulgar, ganhar rotinas e, porque não, visibilidade! E em boa hora chegam, bem precisamos de elevar o debate que por cá se faz.
    Elogio também o facto de terem embarcado no desenvolvimento de um projecto mais abrangente e sério; não apenas de um blogue como está tão na moda hoje em dia. A forma que se escolhe para divulgar uma mensagem pode dar bons indícios sobre o seu conteúdo. Não o garante claro está. Mas iniciar um think-tank indica que se assumirá maiores responsabilidades perante a sociedade civil. Espero sinceramente que consigam manter a vossa imparcialmente face a grupos de pressão, mas que não deixem de ter uma agenda própria - uma agenda responsável, de debate e troca de ideias, não uma agenda interessada.
    O próprio fórum para isso contribuirá! Boa sorte.